Jornal Oportunidades
  O seu portal de bons negócios!  
  Domingo, 24/06/2018  
  Incluir Classificado  
  Quem somos  
  Fale com o editor  

 

Amores Clandestinos

Publicado em 21/06/2018

Uma caminhada no final do dia, à beira do lago, sentindo a brisa fresca e observando o nado  do grupo de Ariris entres as tabuas. Ao meu lado em um papo muito agradável, meu cunhado Fabinho, uma grande figura, amigo pra toda hora, ou quase, afinal ninguém é perfeito... andávamos em passos largos e  bem distraídos. Longas risadas, tudo era assunto: futebol, família, mulher, fofocas, política deixamos de lado, era um momento tão descontraído, que preferimos evitar esse aborrecimento. Estava mais ou menos em forma, férias, arriscava alguns minutos para me exercitar. Meu companheiro deixava um pouco a desejar, mas tudo bem, o que vale é o prazer em distrair, fugir um pouco da rotina. Já estava quase escurecendo e  o sol avermelhado acabava de pôr entre o Morro dois Irmãos.

Papo vai, conversa vem... Alguns metros à nossa frente, para vagarosamente um carro de luxo, descendo uma loira, daquelas de parar o trânsito. Cabelos longos, vestido uns sete dedos acima do joelho e com uma bolsa de notebook cruzando seu corpo. Ao nosso lado alguns pescadores esperavam tranqüilos os peixes fisgar o anzol. Mas nada que tirasse nossa atenção, para não enxergarmos que no momento em que a mulher acionava o alarme do carro, um farol de outro veículo acendia, pouco mais a frente. Rapidamente a mesma atravessou a rua e entrou pela porta traseira do veículo, deitando no banco de trás.  O carro arrancou vagarosamente como nada tivesse acontecendo e os dois deixaram o local, exalando um perfume  barato de Almíscar, com aquele esquema de traição.

Entreolhemo-nos decepcionados com aquela situação, mesmo com toda modernidade e banalização do sexo, aquela nunca foi uma cena bonita de ver.


Laura Nascimento
Contabilista

Entre em contato   Recomende   Imprimir


Colunas Anteriores

14/06/2018 - Ação e Amor de Verdadeiro Acolhimento

08/06/2018 - Deus ouve e atende nossas orações, mas nem sempre compreendemos

01/06/2018 - Fé e Salvação o Mistério da Vida

28/05/2018 - Três tiros rasgam o céu de uma noite estrelada.

18/05/2018 - Não engula Sapos, jogue sal!

Veja mais...